Um dos setores que mais cresce anualmente, a perfumaria já se tornou parte da nossa rotina e não a abandonamos por nada. Mas você sabia que nem sempre foi assim? Hoje vamos contar para vocês um pouquinho da história de como os perfumes surgiram.

Registros de três mil anos atrás marcam que a primeira aparição do uso de ervas e pétalas para perfumar foram de antigas civilizações do Oriente Médio, mais especificamente no Egito Antigo, onde vivia a rainha Cleópatra. Relatos dizem que ela usou perfumes à base de óleos extraídos de flores para seduzir Marco Antônio e Julio César. Foi nessa época que surgiram os primeiros mestres da perfumaria que, através da maceração de pétalas de rosas, criaram a água de colônia.

Mas oficialmente, o perfume do qual conhecemos hoje em dia, se popularizou na Europa.

Em 1714, um inventor italiano o patenteou e o nomeou de Eau de Cologne, traduzindo para o português, água de colônia. Um de seus principais clientes era, ninguém mais e ninguém menos que, o imperador francês Napoleão Bonaparte.

Depois de um tempo, lá na época da Revolução Francesa, muitos comerciantes começaram a copiar a tal da fragrância e o nome “eau de cologne” acabou se tornando uma espécie de categoria de perfumes, já que naquele tempo ainda não existia a proteção de marcas.

Foi nesse período que Paris virou referência mundial na fabricação de perfumes, pois eles já haviam se tornado parte dos luxos diários de todas as mulheres e eram vistos como objetos de desejos com doces aromas e lindos frascos.

Começou-se então a associação do perfume com o jogo da sedução.

Em uma entrevista, a atriz hollywoodiana Marilyn Monroe, que tinha acabado de se tornar a estrela da campanha do famoso Chanel Nº 5, disse que pingava um gotinha de perfume em seu corpo todos os dias antes de dormir. Na época, isso reforçou que as fragrâncias eram grandes aliadas na hora da conquista e confirmou ainda mais as histórias de que Cleópatra já tinha tido essa ideia há muito tempo atrás.

Hoje em dia, nós sabemos que os perfumes representam muito mais do que apenas nos deixar cheirosas. Ele é capaz de identificar a personalidade das pessoas, pois projetam os nossos gostos e os nossos sonhos.

Fonte: TriCurioso | Sephora