Embora ser pai pela primeira vez seja muito alegre, também pode ser muito estressante.

Você pode se perguntar sobre todos os tipos de questões de cuidados com o bebê, incluindo como cuidar de sua pele delicada ou por que seu filho tem outra erupção cutânea. Você também pode ter dúvidas sobre como cuidar do cordão umbilical do seu bebê ou quais produtos para a pele você precisa.

Como pai pela primeira vez, conhecimento é poder. Continue lendo para saber cinco coisas fundamentais sobre como cuidar da pele do bebê.

1. Muita limpeza pode não ser bom

Reprodução: Google

Se você é pai ou mãe pela primeira vez, pode ficar tentado a lavar seu filho uma vez por dia ou após cada refeição. A verdade é que os bebês não precisam de banhos frequentes ou mesmo diários no primeiro ano.

Para muitos bebês, três banhos por semana são suficientes, de acordo com a Academia Americana de Pediatria. Se você tomar banho com muito mais frequência, poderá ressecar a pele.

Ao dar banho em seu bebê, você deve seguir algumas destas dicas gerais:

- Mantenha a água morna - mas não quente - para que seu bebê não fique frio.

- Use apenas água na área do rosto, não use sabão.

- Ao lavar o corpo, use apenas uma pequena quantidade de sabonete que não contenha corantes ou perfumes.

- Limpe suavemente o couro cabeludo do seu bebê com uma escova macia e uma pequena quantidade de sabão ou um limpador sem sabão neutro.

2. Cuidado com o cordão umbilical

Reprodução: Google

Uma das primeiras coisas que você notará é que uma parte do cordão umbilical ainda está presa ao umbigo do seu bebê. A pequena parte vai secar e, eventualmente, cair sozinha.

De acordo com a Mayo Clinic, o cordão deve cair dentro de 1 a 3 semanas. Até lá, você deve manter a área seca e evitar submergir o bebê na água do banho; use esponjas ou lenços.

Você deve seguir todas as instruções que o médico do seu bebê lhe dá sobre os cuidados com o cordão umbilical. Você não precisa se preocupar com ele, a menos que observe sintomas como:

- Pus saindo do cordão

- Sangramento do final ou perto da pele

- Dor aparente perto do umbigo

- Vermelhidão ou inchaço da área

3. Quando se trata de produtos, mantenha a simplicidade

Reprodução: Google

Você não precisa de muitos produtos para cuidar da pele do seu bebê. Em geral, menos é melhor. Muitas condições que afetam a pele do seu bebê, incluindo manchas de pele seca, geralmente desaparecem sem o uso de loções ou cremes.

Se você precisar usar um produto, siga o conselho do médico do seu bebê. Em geral, você deve evitar produtos que contenham:

- Tintas

- Perfumes

Alguns produtos que você pode querer ter à mão para cuidar da pele do seu bebê incluem:

- Shampoo e sabonete para bebês com produtos de limpeza suaves

- Lenços umedecidos sem perfume e sem corante

- Creme para fraldas

- Vaselina ou loção A-D

4. Irão acontecer erupções

Reprodução: Google

A pele do seu bebê está sujeita a erupções cutâneas; no entanto, muitas erupções, manchas e alergias comuns podem não precisar de tratamento. Esses incluem:

- Acne infantil: erupção na pele semelhante a uma espinha que aparece no rosto

- Dermatite de contato: erupção na pele que ocorre após o contato com loção, sabão, detergente ou outro material

- Tampa do berço: manchas crostosas que aparecem no couro cabeludo

- Cutis marmorata: pele que parece azul-rosada devido ao frio

- Erupção nas fraldas: uma erupção que aparece ao redor dos genitais ou nádegas pelo contato com a urina ou fezes

- Eczema: uma condição que causa coceira, pele seca e escamosa

- Eritema tóxico: erupção na pele com manchas vermelhas que pode apresentar saliências vermelhas ou amarelas e que geralmente aparece no segundo dia de vida

- Erupção cutânea: uma erupção vermelha que aparece após o superaquecimento

- Milia: pequenas espinhas no rosto

- Nevo cinza-ardósia: também chamados de manchas mongóis, são marcas de nascença planas que podem ser marrom-escuro, cinza-ardósia ou preto-azulado e costumam aparecer nas nádegas

- Vernix: uma substância branca e gordurosa presente desde o nascimento que pode causar descamação da pele

Se a erupção não desaparecer por conta própria após alguns dias, ou se seu bebê estiver com desconforto óbvio ou tiver uma temperatura de 37° C ou mais, você deve levá-lo ao médico.

Faça o possível para identificar os gatilhos que podem ter causado a erupção, mas lembre-se de que as erupções são comuns e uma parte normal da infância.

5. Não tenha medo de pedir ajuda

Reprodução: Google

Você não está sozinho nisso. Não tenha medo de pedir conselhos ao médico ou profissional de saúde do seu bebê.

Se você não tiver certeza sobre uma erupção na pele, ligue para o médico do seu bebê. Eles podem repassar os sintomas que você está observando e ajudar a determinar se há um problema. Se o seu médico achar que pode haver um problema, você pode agendar uma consulta para que ele possa dar uma olhada.

A pele do seu bebê exigirá algumas etapas diferentes para cuidar dela, mas não deixe que isso oprima você.

Lembre-se de que você não precisa banhá-los tanto quanto você imagina. Além disso, as erupções são comuns e muitas vezes não precisam de nenhum tratamento especializado.

Se você tiver dúvidas, não tenha medo de pedir ajuda ao médico do seu filho.

Traduzido de https://www.healthline.com/